O projeto Prone – apoios pronadores para pacientes em UTI é uma iniciativa do InovaUSP, IRIS – Interdisciplinary Research for Innovative Solutions, integrante do USP VIDA, em parceria com InovaHC e o grupo de pesquisa DEA-FAUUSP. Trata-se de um projeto de pesquisa aplicada que está em consonância com o movimento mundial de enfrentamento aos desafios relacionados ao Covid-19. Este projeto propõe melhorar as condições de tratamento de pacientes internados em UTI com problemas respiratórios graves. Uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da USP envolvendo médicos, engenheiros, designer, arquiteta e empresas parceiras trabalharam juntos para desenvolver projetos e protótipos destes apoios em diferentes materiais para recuperação de paciente em posição pronada. 

 No âmbito do esforço do COVID19 a equipe assistencial das UTIs buscou soluções para problemas de insuficiência respiratória grave de seus pacientes  no junto ao  Centro de Inovação Tecnológicas do Instituto Central (CITIC_InovaHC), que, a partir dessa demanda, uniu esforços com a equipe de pesquisadores da FMU USP, EP USP e FAU USP nesta ação. Esta equipe multidisciplinar  trabalhou de maneira remota na geração do design  e na obtenção de protótipos dos apoiadores, confeccionados por empresas parceiras. 

Requisitos de projeto foram apresentados pela equipe médica do HC FMUSP ao longo do desenvolvimento do design, atendendo às necessidades: 

  1. Suporte para paciente de UTI em posição pronada, para melhorar as condições de respiração durante o tratamento;
  2. Apoio de cabeça na posição lateral para uso de máscara no paciente e melhor  monitoramento visual pela equipe de enfermeiros, sustentando o queixo e a testa;
  3. O apoio do tórax em elevação para reduzir a compressão dessa parte do corpo durante a utilização do respirador, posicionado abaixo da clavícula até a altura do esterno; 
  4. Uso de apoio para o quadril em elevação para a manutenção da coluna alinhada, assim como apoio para os tornozelos; 
  5. Considerar maior recorrência de pacientes de estatura grande e obesos na UTI; 
  6. Formato de apoio que permita alteração de posicionamento do paciente por parte da equipe de saúde; 
  7. Uso de materiais com superfície macia para evitar pontos de hiperpressão na pele do paciente e possibilidade de limpeza e descontaminação do produto. 
Figura 1

O esboço (figura 1) apresenta a configuração em escala de apoios para indivíduo de estatura grande e obeso, baseado no modelo ergonômico bidimensional do 95 percentil masculino, copyright©2000 Felisberto & Paschoarelli. Auxiliou nas discussões e na tomada de decisão quanto aos formatos e dimensionamento dos desenhos gerados nos projetos (figuras 2 e 3). 

Figura 2

Figura 3

 

Empresas parceiras F.A.Colchões e Braskem S/A, através de seus clientes colaboradores, confeccionaram a primeira série de protótipos das peças em espuma PU e em PVC inflável. Os protótipos  foram encaminhados e submetidos a avaliação por médicos e enfermeiros do Hospital das Clínicas da FMUSP. 

 

voltar